20/08/2013

Amor e caneta.

Eu sou a ponta da caneta que escreve versos lindos, eu sou aquela que põe cor no branco do papel, que faço uma imensidão de coisas tornarem-se eterna num simples querer.
Eu escrevo amor, eu rabisco o tempo, eu desenho o sentimento, eu brinco de pintar... Posso ser única, ter apenas uma cor, mas com cuidado e sabedoria posso fazer o que você quiser, basta saber manusear-me.
Sou cobiçada, invejada, por vezes muito usada...
Posso falhar, quando você mais precisar, mas saiba que eu nunca vou te deixar.
E hoje eu sei, que mesmo no dia que eu acabar, que não tiver mais forças ou tinta pra te ajudar a falar de amor, espalhar ao mundo à felicidade, você irá guardar-me consigo.
Igual a mais importante caneta de um grande escritor de poemas de amor!

0 comentários:

Postar um comentário

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova