22/10/2013

A graça após a janela

A natureza e as horas são engraçadas, Esmeralda... Muito engraçadas.
O amanhã nunca será hoje, o agora nunca será ontem e as oportunidades nunca serão as mesmas, assim como as horas.
Eu chego a diverti-me quando da minha janela, eu observo as nuvens se deslocarem pelo céu, elas caminham para um lugar que não sei qual seja, mas adoraria saber, ou talvez não, não mesmo, pois, como eu iria acompanhar o passeio da nuvem que ainda vem se eu corresse atrás da que já passou?
É engraçado ver o ballet das estações durante todo o ano, o sol aquece, o chuva molha e o vento trás e leva. É como numa valsa bem ensaiada para nos hipnotizar com alegria e beleza por todo o ano todos os dias.

Como não amar o mundo pós minha janela? Nele u sou uma borboleta, que voa, que pousa e que faz desenhos no ar, semeando luz, cor e tom.

2 comentários:

  1. Cada vez fico mais impressionada com seu dom para escrever... como sempre adorei seu texto, vc está total de parabéns rs' bjiiiinhos

    http://commeuslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova