01/10/2013

Dias...

É quase verão... e ainda chove e faz frio nas madrugadas.
Eu me pego pensando nos meus passos e chego a conclusão que só caminhei para lados errados sem você.
Que tombei e me apoiei em superfícies vulneráveis. Percebo que a saudade me deixou cega, me deixou sem rumo, sem plano. Eu não sei o que é certo ou errado. Vivo como se estivesse anestesiada, como uma sonambula sem destino.
Eu olho o horizonte e em cada por-de-sol eu vejo teu sorriso. Cada vez mais longe. Sua presença está sumindo, você realmente está saindo de mim. E eu ainda não sei se isso é bom, ou se quando eu acordar, sua presença não existirá mais, de fato, e eu serei a lama do que restou de nós.


0 comentários:

Postar um comentário

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova