18/11/2013

Provocando amor

Após um tempo parada, olhando para o horizonte, para o nada, senti você chegando perto de mim. Se encostou e ficou me olhando fixamente por uns minutos... Tocou em mim mas puxei o braço, você riu e eu olhei invocada. Tocou novamente e dessa vez fiquei quieta...

Quer saber o motivo pelo qual nunca te deixei faz tempo?
- Tanto faz.
- Sabe, a cada momento de suas loucuras eu me prendia cada segundo mais a você. No começo me apaixonei pela menina frágil, assustada, mas com o passar dos dias acabei me apaixonando completamente por essa louca, sem medo, chata, birrenta, mas que de algum modo me cativa. Soltar sua mão foi uma hipótese altamente analisada, pois como você foi diferente de tudo que já vivi, tive medo das consequências, me afastar parecia a saída mais obvia para que ninguém saísse ferido gravemente, mas quem disse que conseguiria? Tenha certeza, tentei realmente me afastar por medo de toda e qualquer consequência de meus atos para e com você. Mas adivinha, não consegui e agora estou aqui com você. E todas as noites você pode me abraçar forte, pois sentirá minha presença do teu lado. Para te proteger, cuidar de você, amar você. 


0 comentários:

Postar um comentário

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova