27/11/2013

Recriar história

Meio da madrugada eu levanto meio tonta, o relógio marcava duas e oito da manhã, eu sento no sofá e começo a pensar:
No tempo que passou, nas coisas que vivi, nas historias que contei, nas risadas que dei, nos amigos que fiz e nos amores que amei. Me bateu uma sensação que era um misto de saudade e alegria. Saudades do que passei e alegria pelo que passei.
Não sou mais jovem nem sonhadora como nos anos de verões em companhia dos amigos, dos invernos com amores, primaveras venerando as flores e outonos me preparando para o frio. Guardo na mente imagens de viagens inesquecíveis e oportunidades que não perdi.
As historias que foram interrompidas, os não ouvidos e dados e o que deveria ter sido feito mas não foi, tudo o que junto geram arrependimento, eu coloquei numa caixa da memória que eu esvazio todos os dias com a ideia de que se não foi não eram pra ser e minha mente só tem espaço para alegrias contidas no inicio dessa história. Sendo eu, assim, uma pessoa de sorrisos.

Mas agora que o tempo passou e eu vivi minha vida de alegrias, está na hora de voltar e recomeçar tudo outra vez. Dando oportunidade a novas histórias, novos sorrisos, novos amores e novos amigos. E assim, o relógio marcou duas e quinze pela última vez, nessa vez.


1 comentários:

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova