20/12/2013

Respostas que faltam

Sentei no quintal, estava uma chuva fraca...
Fiquei pensando em tudo o que aconteceu, do modo que aconteceu e o modo que terminou.
Me pergunto onde se perdeu os 'eu te amo' que eu ouvi, onde foram para todas as palavras de afeto, de carinho de amizade. Fico vendo a imaturidade, a maldade, a fraqueza e o desprezo que recebi depois de seis meses de carinho e afeto.
Não cheguei a conclusão nenhuma, essas duvidas simplesmente vem me sufocando cada dia mais, o que será que eu fiz pra merecer esse tratamento. O erro por ter tido um fim não foi meu, mas o castigo foi recebido por mim. Ao menos um 'Sim, acabou e nunca mais quero te ver' não mataria ninguém, apenas iria ser menos doloroso que ficar se perguntando coisas que as respostas não chegam.
Não foi só hoje, só na chuva que chorei por não saber o que fazer, há dias minha vida tem sido essa. Perguntas sem respostas...
Só espero, que quem sabe um dia, algumas respostas cheguem e eu possa respirar sem me sufocar.



1 comentários:

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova