31/12/2013

Um brinde

Quase uma da tarde e nem do pijama sai. Consegui trabalhar deitada, inclusive.
Levantei, tomei um café e voltei pra casa.
Apenas ouço passos pela casa, o cheiro divino vindo da cozinha e o telefone de minha mãe que não para de tocar. Ela já veio me falar que pelo menos cinco pessoas chegaram daqui pra meia noite, e eu apenas esboço um sorriso e volto me concentrar no meu livro.
Abri os  pacotes e admito que minha roupa é linda, mas e daí? Cade a coragem pra me arrumar? Cabelo uma bagunça, unhas... Deixa quieto e meu espírito, jura que hoje é um Domingo tedioso qualquer.
Mas sabe de uma coisa, vou levantar, começar a me arrumar e entrar no clima pra me despedir desse ano que foi tão complicado. E dar uma chance ao próximo ano, pra um novo recomeço, um novo ciclo. E deixar aqui, todas as lágrimas, todos os momentos ruins que vivi em dois mil e treze. E que venha o novo ano, os novos dias, os novos amores, os novos sonhos, as novas metas, os novos horizontes.


2 comentários:

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova