22/01/2014

E sobre amor? Vale acreditar?

Até hoje não entendi muito bem a importância de palavras ditas da boca pra fora. Talvez por ser a sensibilidade em pessoa, me importo e me machuco tanto com falsas palavras.
Muitas vezes, uma verdade que te corta a alma é bem mais importante que mentiras que alimentam a alma e a destrói ao mesmo tempo.
Sempre fui de confiar e acreditar muito, uma vez machucada seriamente jurei a mim mesma que jamais acreditaria facilmente, e menos ainda confiaria em alguém que abrisse a boca pra falar de amor. Mas como o destino gosta de nos ensinar e na maioria das vezes de forma complicada, a verdade esteve diante de mim todos os dias, mas eu preferi acreditar numa mentira que me confortava, acreditar numa mentira que hoje vejo que não tinha fundamento algum.
Acreditei numa boca que falava 'amo você' sem saber que dessa boca saiam também as lâminas mais afiadas que podiam cortar meu peito, cortar meu respirar e cortar todo e qualquer sonho que eu pudesse vir sonhar um dia. Hoje, não consigo me imaginar falado isso à alguém, menos ainda acreditando que isso possa ser verdade em alguém falando pra mim, pelo simples fato de achar que amar/amor são coisas tão puras que ser humano algum tem o dom de sentir por outro alguém que não tenha seu próprio sangue correndo nas veias.
Acreditar num sentimento de carinho, afeto e atenção vale mais a pena e me parece a saída mais fácil de ser feliz com um outro alguém!


0 comentários:

Postar um comentário

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova