18/01/2014

Perdida

Não sei que horas são, se acordei ou se, se quer dormi.
Me perco todas as horas tentando me achar numa mistura que nada tem de normal. Aprender a lidar com decepções ou até mesmo com grandes alegrias, parecia de longe uma coisa boa. O tempo realmente passou e eu cresci, não sou mais quem eu era e pra ser sincera nem sem quem sou ou se sou algo. Aqui comigo existem coisas que poderiam desaparecer, sumir e nunca mais voltar a acontecer. Bom, poderia, mas a vida não funciona assim.
Se dói, se alegra, se arranca sorrisos, tanto faz, não importa, tampouco interfere. É como se nada tivesse cor, vida ou razão. Mas na espera do quem dera melhorar a vida, continuo aqui...

0 comentários:

Postar um comentário

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova