26/05/2014

Pó de ser?

Eu esperei respostas de perguntas que eu nem fiz, esperei em estação errada um trem que nem saiu de seu destino. Eu chorei por antecipação, eu rasguei poemas mal escritos, eu assisti documentários sem roteiro e sem autor.
Eu errei passos certos, eu cai de alturas consideravelmente pequenas. Eu errei posições de sol e lua. Eu errei olhares ternos, eu ignorei abraços certos. Eu sou um erro certo, um acerto constante. Eu sou bagunça. Eu sou o pó de um ser.


0 comentários:

Postar um comentário

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova