08/09/2014

Medos

O  vento batia forte na janela, a chuva não parava, aquilo assustava, aquilo arrepiava. Lembrava qualquer, ou todos, contos de terror que eu conhecia.
As horas não passava, eu ficava com mais medo ainda.

A chuva caia, parecia incrivelmente mais forte.
Eu tinha mais medo... Era tolo, era idiota.
Mas era eu no meio da noite com o frio e a chuva, juntos com o vento me assombrando. E aquilo, repetiu-se por dias.
As noites longas, frias, a chuva assustadora e o vento barulhento.
Aquela era euu, uma tempestade no meio de mim.


0 comentários:

Postar um comentário

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova