03/10/2014

Apenas ela

Eu aprendi navegar sozinha, parecia mentira todas as vezes que ela tentou me alertar sobre os desamores e sobre as mentiras que a vida me diria.
Mas, eu cegamente a via como deveria ver, como a sinceridade que ela expressava em cada ato afetivo direcionados a mim. Eu, me sentia naquela hora apenas uma tola. Que errou, que fraquejou e que tive que pagar meus erros, e que ela, sempre estava certa com cada palavra dura que me falava e sempre que eu batia a porta do quarto e saia sem rumo com meus cigarros na mão, era ela quem ficava em casa torcendo que eu chegasse bem e que no outro dia eu a olhasse e a ouvisse. Ela sempre esteve certa, ela sempre me amou, ela sempre me cativou. Foi sempre ela, apenas ela e mais ninguém nesse mundo. E apenas naquele momento eu pude ver e sentr isso.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova