22/01/2015

Um basta

Me tragam um cigarro.. E foda-se o mundo!

21/01/2015

Livro da Semana

De Volta aos Sonhos

Autor: Bruna Vieira
Idioma: Português
Editora: Gutenberg
Assunto: Literatura Infanto-Juvenil (Romance)
Sinopse: Em De volta aos sonhos, segundo volume da trilogia Meu Primeiro Blog, Anita viaja no tempo acidentalmente e acaba mudando seu destino mais uma vez. As consequências são inevitáveis e fazem com que ela repense suas prioridades. Vale a pena trocar tudo por um amor? Ela terá que descobrir a resposta enquanto decide o que cursar na faculdade e arruma as malas para trabalhar em um outro país, no meio do turbilhão de sentimentos por Joel, cada vez mais presente em sua vida, e Henrique, agora uma estrela em ascensão no mundo da música. Além de buscar o controle sobre seu próprio destino, Anita deverá lidar com escolhas erradas e problemas certos, na tentativa de desvendar de uma vez por todas o mistério das viagens no tempo.



Meu refúgio

Eu só preciso do meu lugar para poer saber o que fazer, e meu lugar as vezes, e por vezes, é só onde tem eu e eu. Apenas preciso de mim, do meu jeito para me enxergar, para me recompor  de algo que não deu certo, que soou como ironia. Bom, eu já mencionei alguma vez que não sei lidar com ironia? Pois é, eu não sei, não gosto e tampouco pretendo saber lidar com isso. Sabe, é meio que um pedido que eu grite um 'FODA-SE' bem grande. Mas claro, é regra dos bons modos e bons costumes me privam de fazer isso, pois me taxariam de má e sem educação, mas quer saber? Foda-se mesmo cada vez que sou exigida de fazer o que não quero e na hora que não quero. Onde eu assinei que podem fazer comigo como fazem com meninas moldáveis? Pois é, em canto nenhum. E isso vai me faltando tudo: Paciência, ar e filtro... Então, para não ser grossa, preciso do meu tempo comigo mesmo, até o ar voltar aos pulmões e eu conseguir ver as coisas onde elas estão e com quem estão.

20/01/2015

É das histórias antigas que gosto mais

Êh vida..
Êh tempo..
Êh histórias....

Senta aqui, aqui pertinho, toma aqui tua caneca de café e vem comigo ouvir histórias. Mas são histórias de quando tu nem menino era, histórias das estrelas que apenas iluminam caminhos de viajantes, de pessoas que caminhavam sob a terra só pra achar pousos seguros para recomeçar, ou apenas, começar a vida. Eu vi tudinho, de muitos que caminhavam até chegar no ponto que o destino se encarregava de fazer uma placa falando 'É AQUI' e ali ele sabia que podia fazer daquele solo seu lar, seu porto para ser feliz e criar um modo de se procriar. Foi assim, guri, que vi muitas cidades se formarem, eu vi tudo, de algum modo eu sempre estive lá. Encorajando, ajudando e sempre soprando um 'NÃO DESISTE NÃO' e acho que fiz meu papel muito bem. Tenho enorme prazer de ver homens feitos se refazendo de sonhos. Eu fui eles, eu criei eles, eu vivi por eles. Eu sou tudo o que tu precisas para nunca desistir. Eu sou tu, ele, nós... Sou todos que precisarem. 

19/01/2015

Eis que me ergo

Beber saudade com doses cavalares destroe os órgãos e matam aos poucos.
A morte lenta é sempre a saída mais angustiante que pode existir... Voltando a falar sobre saudades, aaah as dores que elas causam, já falei que matam? E matam aos poucos? Bom, pouco me importa de morrer, pois a saudade sempre tem hora para acabar, aqui e ali ela tem fim, e o fim é bom, e ruim... Basta apenas saber finda-los de modo que acabe num riso. E será que isso é possível? Bom, pouco me importa mesmo. Aliás, ultimamente tudo vem me importando pouco ou quase nada. A única coisa que importa-me por esses dias é amar!

18/01/2015

Breve desabafo sobre vidas

Como explicar ao tempo, senhor das dores, que eu preciso que ele voe. Mas que ele voe pra tempos atrás, anos e mais anos, até onde tudo isso teve início. Lá atrás onde havia um porto certo, um caminho cuidado, uma casa no mato e um som de cachoeira para a criança dormir. Eu poderia entregar meus bens, meus próximos eu's, só para sentir o amor que em outras vidas houveram, um sorrido sincero e terno, um amor desmedido e reciproco, um amor que por vezes não cabiam só dentro do peito. Ah, senhor de todas as dores... Queria uma explicação, um motivo aparente para que nessa vida tudo fosse o oposto do que foi no início. Ah, quem me dera por dias a dias poder reencontrar aqueles olhos negros tão grande quanto os meus, com um sorriso que mais parecia desenhados por anjos, aqueles cabelos que eram iguais aos dele e que me tomava a vida e o amor por inteiro. Quem me dera ver os dois sorrisos, quem me dera ser eu mesma em três, quem me dera não estar mais sozinha aqui, quem me dera poder reencontra-los e poder viver mais uma vez tudo aquilo que as montanhas foram testemunhas.

17/01/2015

Pr'o meu bem, eu repreendo o teu mau!

Não me leve a mal... Tampouco me leve a algum lugar.
Eu quero é vento, sol fraco e riso sincero. Eu quero é felicidade transbordando, por isso lhe peço um humilde favor: Pegue suas malas de palavras toscas, sua língua que pinga veneno desnecessário e seu olho que arde em mentiras, e vá embora para longe de mim e de minha paz.
Não quero ao meu redor energias que trazem medo e desconforto. Eu só quero o bem, e todo mau que tu me desejas, eu te desejo amor dobrado pra teu coração manchado.

16/01/2015

Maquina de remoer estórias

Pois bem, irmão... A vida não vem sendo fácil.
As vezes ela me parece mais um campo minado e qualquer passo em falso eu posso estourar uma mina, e essa mina deixa várias cicatrizes. Eu aprendi a tentar lidar com os problemas os ignorando superficialmente, mas o que eu realmente não aprendi foi jogar cada um numa lixeira e  mandar para o espaço. O ruim de ser assim, é que a história nunca morre e você fica se remoendo por dentro. E quando se trata de pessoas, você até ignora, tenta esquecer, mas cá entre nós, cadê razão e coragem... Enfim, desce mais uma bebida que hoje eu estou pro estrago!

05/01/2015

Esperança

Do dia, pro dia, no dia...
É De se espera o brilho do sol no fim da tempestade, não importa o quanto a chuva faça estrago, uma hora o sol e a luz chega para aquecer. E de certas coisas você vai esquecer.
As manhãs de fins de invernos me trazem a paz que preciso, sabendo que não importa o quanto choveu, eu nunca estarei só, pois o sol sempre de mim irá lembrar-se e jamais deixará de arrancar-me um sorriso sincero com calor no coração...

03/01/2015

Livros do segundo semestre de 2014

Bem, meu último semestre foi bem corrido mas consegui ler cinco livros, juro que tentei ler mais alguns, mas cadê tempo?
Mas os que li adorei e espero fazer resenha de cada um com calma e deixar links com preços e mais resenhas para vocês.
Então bora lá!!


Presente de natal mais que especial e que leitura tão magnífica hahaha.
Gostei muito desse livro, minha leitura de Dezembro que super recomendo, você viaja lendo.



Me digam como alguém pode não se apaixonar por esse livro. Ele é uma gracinha de ler, uma gracinha de ter na estante (dica de presente) gracinha de tudo. Apaixonadamente apaixonante!




Não há muito o que falar sobre esse livro, pois já falei dele aqui umas tocentas vezes. Meu livro favorito do Paulo Coelho e tipo, já li esse livro pelo menos umas sete vezes, e eu sempre me apaixono por ele mil vezes. Vale muito, mais muito a pena ler esse livro.




Segundo livro da trilogia de Jogos Vorazes. Bem bacana esse livro, envolvente... Não digo que é o melhor que já li na vida desse gênero, mas esse é super bacana e lendo um livro você sente a necessidade de terminar os três.



Meu bebê, meu xodó... Harry Potter <3
Bom, 2013 li os três primeiros livros e recentemente (Setembro)  li o quarto dos sete livros e sempre me pergunto o motivo de demorar taaaanto pra ler essa saga que tanto amo. Promessa de 2015? Bom, terminar os três que restam. PROMETO!




Bom, espero que tenham gostado e despertado curiosidade em vocês para ler algum deles! Certeza que não irão se arrepender de ler nenhum :** 





Meus amigos e nossas festas

Eu não saberia viver sem ter eles ao meu lado em cada comemoração que preciso ter em minha vida. Acho que até 'dia do índio' somos capazes de comemorar. Não importa o quanto o cansaço, as birras e brigas apareçam em nossas vidas, mas há algo inexplicável que sempre nos colocam juntos não importa o lugar ou hora. Também a data não precisa ser exata para estarmos juntos, mas sempre estamos. Não precisamos também nos ver todos os dias, acho que a magia de toda a amizade depois de adultos, é a brecha na agenda que precisa bater em todas para podermos nos reunir. É lindo quando conversamos sobre qualquer tipo de assunto e quando tentamos resolver os problemas do outro. O abraço mais sincero da minha vida veio deles e as palavras mais lindas e sinceras também. Eu realmente não saberia viver um dia da minha vida sem eles. Eu os amo!

E que comecem os trabalhos...

Escutem... Mas escutem bem.
A banda toca alguma música atual na vitrola, as moças exibem seus vestidos e seus cabelos com belas ondas, os rapaz mal se aguentam para se exibir e dançar a noite inteirinha.
Ai céus, já passam das zero horas e as pessoas não param de chegar animados, com sorrisos no rosto e emoção no coração. E é disso que preciso, calor humano para começar o ano com pé direito. E preciso também da vitrolinhas tocando músicas animadas para me encher de esperança e força.

E que venha esse ano novo carregados de esperança e boa vontade!

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova