21/01/2015

Meu refúgio

Eu só preciso do meu lugar para poer saber o que fazer, e meu lugar as vezes, e por vezes, é só onde tem eu e eu. Apenas preciso de mim, do meu jeito para me enxergar, para me recompor  de algo que não deu certo, que soou como ironia. Bom, eu já mencionei alguma vez que não sei lidar com ironia? Pois é, eu não sei, não gosto e tampouco pretendo saber lidar com isso. Sabe, é meio que um pedido que eu grite um 'FODA-SE' bem grande. Mas claro, é regra dos bons modos e bons costumes me privam de fazer isso, pois me taxariam de má e sem educação, mas quer saber? Foda-se mesmo cada vez que sou exigida de fazer o que não quero e na hora que não quero. Onde eu assinei que podem fazer comigo como fazem com meninas moldáveis? Pois é, em canto nenhum. E isso vai me faltando tudo: Paciência, ar e filtro... Então, para não ser grossa, preciso do meu tempo comigo mesmo, até o ar voltar aos pulmões e eu conseguir ver as coisas onde elas estão e com quem estão.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova