02/08/2015

Não anda nada bem

Não consigo...
Simplesmente não consigo fingir pra mim mesma que está tudo bem quando não está. Meu ar some, meu peito aperta e meu corpo congela. Minha cabeça gira, é minha inimiga, ela inventa coisas, fantasia sem ração, faz com que eu queira sumir.
Eu tenho tanto medo de perder que eu prefiro afastar de mim o que eu amo. Eu sofro tanto, eu sou um furacão, eu sou um vulcão em constante erupção.
Eu não me vejo mais sorrir, eu apenas me vejo partir.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova