04/09/2015

Me faltam palavras

O dia amanheceu, eu abri a janela do quarto e o sol entrou.. Vi o sol invadindo a cama, vi o gato arranhar a porta do quarto. Mais uma vez as lágrimas caiam desenfreadamente. Eu nem sabia mais meu nome, que horas eram e que eu deveria estar fazendo. Eu estava triste, sozinha e angustiada. Eu não era mais nada, eu não era mais ninguém. Era o pó do que restou, era uma tristeza sem fim. Era eu sem ser eu, eu era nada naquelas horas, eu não era ninguém.
Cai  mais uma vez, estou no chão, estou quase morta. Os olhos sangram, a garganta fraqueja e eu me isolo. Foi o que restou.

1 comentários:

  1. Triste... Mais Sei que Vc vai se reerguer... !!! E se precisar, aqui estou!

    ResponderExcluir

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova