04/12/2015

Trago em mim

Trago em mim tantas riquezas que só minh'alma pode descrever, mas minha boca não é capaz.
Carrego comigo marcas de batalhas, feridas curadas e amores vividos. 
O tempo não para, para que a platéia me aplauda em cada vitória, mas a platéia é boa em me reparar em cada erro cometido. 
Mas a vida é assim, estrada que segue!



0 comentários:

Postar um comentário

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova