13/06/2016

Segunda-feira

Te ver sorrir me faz esquecer algumas dores e faz sarar algumas cicatrizes. Eu já havia esquecido o resumo de felicidade mas relembro isso aos pouquinhos quando você me faz sorrir, você combina comigo naquele jeitinho doce e calmo das tardes de domingo assistindo Netflix agarradinhos no chão da sala com os gatos em volta. Você sara minhas dores quando segura minha mãe e me chama de menina, eu amo tanto teu cheirinho e teu abraço macio de madrugada, e amo também aquele sussurrar com hálito quente das manhãs de segunda-feira. Eu amo ainda tanta coisa em você que escrever isso me faz sorrir. E eu esqueço tudo ao meu redor. Já se passaram tantas segundas desde que nos conhecemos, mas é sempre o mesmo amor. Não vivo sem você.

Ela

Ela é uma menina de muitas palavras silenciosas, ela observa o mundo com sensatez e ela faz analises precisas, mas guarda tudo pra ela. Ela se fecha e se molda de uma forma que fica quase que inevitável não se encantar por seus olhos de jabuticaba que já viu tantos por do sol. Ela transmite mistério e ela é linda de alma de verdade. Ela é amiga e sincera, mas tudo na medida certa e sem falsos amores.
Ela é intensa e ela sabe exatamente o que quer mas não fala, ela é tão, mas tão misteriosa que só combina com as minhas musicas loucas, e ela canta tão bem que me faz sorrir. Não, isso não é um texto de romance (antes que ela diga que gosta de homem) é só um texto pra falar que adoro a companhia dela todas as manhãs.

Ainda sobre você

Parece uma coisa engraçada, quando eu paro pra tentar escrever só me vem você na cabeça . Quero falar sobre como te amo, sobre como o mundo é sem você, como sua falta me maltrata e como eu choro todas as noites sentindo sua falta em mim.
Foi tão breve nossos momentos mas eu te amei intensamente e eu te quis como quero ar pra respirar. Eu amo você, eu sinto sua falta meu bebê.


 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova