28/07/2016

A tua respiração

É tão lenta, é tão calma... Tão diferente da minha.
Teu coração bate naquele compasso que mais parece coisa de filme, ou talvez é que eu não soubesse como um coração batia antes de te conhecer.

Deitar no teu peito e sentir aquela paz é algo único, impar, e eu amo mais que tudo. Não quero me afastar dessa sensação, não quero perder essa paz, eu amo muito você, baby. Quero que seja eterno.


0 comentários:

Postar um comentário

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova